PUC-SP Voltar para página inicial
 
Espetáculos
Página inicial > Memória > Acervo
Fundo Grupo TUCA

 

Identificação:

Denominação: Grupo de Teatro dos Universitários da Católica
Sigla: GTUCA
Natureza do Conjunto: Fundo.
Datas-limite: 1965 – 1973 (?)
Quantidade: 3 pastas.


Contextualização:

História Administ./Biografia:

O grupo TUCA foi idealizado por Antônio Mercado Neto, membro da diretoria do Centro Acadêmico “22 de Agosto” em 1963, contudo apenas depois do golpe de 1964 a ideia de um teatro universitário ganhou forças. Neto junto de Antônio da Costa Ciampa, estudante de Psicologia e presidente do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da PUC receberam apoio financeiro de Nagid Elchmer diretor geral da Comissão Estadual de Teatro para realizarem cursos e montagens teatrais. Contrataram Roberto Freire para a direção geral do grupo, Silnei Siqueira para a direção de atores e José Armando Ferrara para cuidar da cenografia.

Paralelamente aos cursos oferecidos pelo DCE, começaram as inscrições para testes visando à montagem da primeira peça, que tinha como texto o poema de João Cabral de Melo Neto, Morte e Vida Severina. A peça estreou no dia 11 de setembro de 1965 e foi ovacionada pelo público que lotou o Auditório Tibiriçá. No ano seguinte o grupo participou do 4º Festival Internacional de Teatro Universitário em Nancy, França levando o primeiro lugar no evento. Com a popularidade outros convites apareceram e o grupo Tuca se apresentou no Teatro das Nações em Paris e em diversos lugares da Europa.

A segunda montagem do grupo Tuca foi O & A, que contava com trinta atores, quinze rapazes e quinze moças divididos em dois blocos, a peça não tinha texto e os atores pronunciavam apenas o som “O” e “A”. A peça apresentava a maneira como a mentalidade e posições retrógradas agiam para sufocar aqueles que buscavam a liberdade sem pressões e violências, o que ia de encontro com a ditadura civil-militar. Com dificuldades de vetar a peça por falta de texto, a Censura Federal começou a prender os atores antes de cada apresentação e liberá-los depois do espetáculo, com essa atitude foi cada vez mais difícil continuar com as apresentações e posteriormente o grupo começou a se dispersar. Com outra direção, as duas últimas peças montadas pelo grupo foram “Comala”, extraída do livro de Juan Rulfo, que representou o Brasil no Festival Universitário Latino-Americano de Manizales, na Colômbia, que recebeu menção honrosa, e o "Terceiro Demônio” uma criação coletiva que ficou na terceira colocação do mesmo Festival de Manizales, em 1970. Devido ao contexto da época e por questões internas o grupo rompeu com PUC-SP e deslocou suas atividades para o Equipe Vestibulares, que a partir de então, cedeu-lhes verbas e as dependências.

Em meados de 1970 o auditório Tibiriçá recebeu o nome do grupo devido ao seu grande sucesso.


Bibliografia
Rodrigues, Marly. TUCA: 20 anos / Marly Rodrigues, Roberta Sundfeld, Solange Peirão. São Paulo: IMESP, 1986.

Hist. Arquivística/ Procedência:
Os documentos que compõem o Fundo Grupo TUCA foram acumulados em decorrência das montagens das peças teatrais feitas pelo grupo no período de sua existência dentro das dependências da PUC-SP e foram encontrados misturados à massa documental do próprio Teatro, enquanto instituição. Somente em 2011, em virtude do avanço do processamento técnico esta documentação foi separada e reunida.


Conteúdo e Estrutura:

Âmbito e Conteúdo:

O Fundo é composto de documentos divididos em dossiês das peças, sendo elas: Morte e Vida Severina, O&A, Comala e 3º Demônio. Os documentos que os formam são clippings, pedidos de ensaios, folders, cartazes, borderôs, texto teatrais, aprovação da censura, parecer do capelão e convites; relatórios, correspondência, promoção de evento, pedidos de utilização do espaço, correspondência interinstitucional, autos de infração ao grupo, telegramas, folders e clippings do grupo em outros espaços cênicos.

Condições de Acesso:
Não há restrições à consulta.

 
Parceiros
                                                                                   
Rua Monte Alegre, 1024 . Telefones: Administração (11) 3670-8453 / Secretaria: 8458 / Locações: 8460 / Comunicação: 8462 / Centro de Documentação e Memória: 8468
Copyright © 2011 Teatro Tuca. Todos os direitos reservados.
| DTI-Núcleo de Mídias Digitais